Notícias CROSC

Museu da Odontologia de Santa Catarina atua para preservar a história da profissão

O Museu da Odontologia de Santa Catarina, com um conjunto de peças doadas por cirurgiões-dentistas e escolas de Odontologia do estado, começa a tornar-se uma realidade. No dia 1º de junho, em reunião da Academia Catarinense Odontologia, foi entregue pela museóloga Ângela Peyerl o Plano Museológico do MOSC, documento importante para o planejamento das ações do Conselho Diretor do museu nos próximos cinco anos.

“Este documento é uma exigência legal e por isso tão importante a sua finalização”, explica o presidente do MOSC, Casimiro Manoel Martins Filho, ao informar que “o acervo vai nos proporcionar conhecer um pouco da história do ‘Passado pelo Presente para o Futuro da nossa Odontologia’”.

Dividido didaticamente em três grupos, Acervo Museológico, Acervo Arquivístico e Acervo Bibliográfico os quais permitirão fazer uma viagem pela história da Odontologia Catarinense, estes são constituídos por variados itens tais como: equipamentos clínicos, eletrônicos e de laboratório, mobiliário, materiais odontológicos, instrumentais, EPIs, medicamentos, iconografia e áudio visual.

Com 40 associados hoje, o MOSC ainda não existe fisicamente, porém, com o plano museológico, essa realidade começa a se desenhar. Para que isto ocorra, é importante o apoio da classe odontológica catarinense aderindo à campanha iniciada pelo Conselho Diretor do MOSC de filiação ao museu pelo custo simbólico de R$ 60,00 por semestre.

Assim que se associar, o cirurgião-dentista passa a poder integrar os conselhos do MOSC, participar de reuniões de assembleias e fortalecer este trabalho de preservação da história de nossa odontologia no estado. “Ele pode ter muito a contribuir, pois, para o MOSC, preservar o passado é conquistar o futuro”, avalia o presidente Casimiro Martins Filho.

Para saber mais: www.mosc.org.br

Para associar-se: www.mosc.org.br/apoie/seja-um-associado/termo-de-adesao

Informações: contato@mosc.org.br

História – A ideia da criação do Museu da Odontologia de Santa Catarina surgiu há alguns anos com a assinatura de um protocolo pelos presidentes das quatro Entidades de Odontologia do Estado: a Academia Catarinense de Odontologia (ACO), a Associação Brasileira de Odontologia de Santa Catarina (ABOSC), o Conselho Regional de Odontologia de Santa Catarina (CRO-SC) e o Sindicato de Odontologia de Santa Catarina (SOESC). Esse ato se deu numa Assembleia da ACO, em 23 de abril de 2004, na cidade de Joaçaba.

Este protocolo de intenções ficou durante anos adormecido sem que qualquer ação posterior tenha sido realizada no sentido de viabilizar o prosseguimento dessa iniciativa, a não ser a busca por espaço para guarda dos equipamentos e materiais que estavam sendo recebidos. Este vagar tornou o empreendimento desconhecido pelos presidentes de algumas das Instituições que assumiram posteriormente os cargos.

No dia 07 de julho de 2016, o Presidente da ACO, Saulo Silva Jabor, assinou a Portaria 03/2015-2017 designando os acadêmicos Claudio Cezar Francalacci, Mauro Amaral Caldeira de Andrada e Ricardo de Souza Vieira para comporem uma comissão encarregada de retomar esse projeto. Por caducidade, em vista da troca de gestão, o presidente Antônio Gonçalves Filho assinou, no dia 02 de maio de 2018, a Portaria 06/2017-2019, referendando a nominata anterior. Por entender a necessidade de aporte de mais um colaborador na Comissão, foi assinada em 05 de maio de 2019 a Portaria 08/2017-2019, designando a acadêmica Joeci de Oliveira.

No segundo semestre do mesmo ano, com a inclusão dos Acadêmicos Casimiro Manoel Martins Filho e Delmo Tavares e Nestor de Carvalho na Comissão, o projeto de criação do museu foi retomado. Logo em seguida, foi autorizada pela diretoria da ACO a contratação da museóloga Poliana Santana para assessorar esta comissão, que imediatamente iniciou a elaboração do Estatuto e do Regimento Interno do MOSC.

Após as necessárias adaptações de documentação, a partir de 05 de agosto de 2020 o museu passou a ser chamado de Museu da Odontologia de Santa Catarina. Nesse mesmo dia, em assembleia, foram homologados os nomes dos primeiros três cargos do Conselho Diretor do MOSC, sendo eles o presidente Casimiro Manoel Martins Filho, o vice-presidente Mauro Amaral Caldeira de Andrada e a diretora financeira, Joeci de Oliveira e, também, aprovado o Estatuto e o Regimento Interno do museu.

Em seguida, em 12 de agosto de 2020, aconteceu a primeira reunião do Conselho Diretor, realizada no formato virtual, quando foram debatidas as diretrizes gerais a serem implementadas, dentre elas a criação do site e da logomarca do museu. Outras providências administrativas foram sendo implementadas nos últimos meses como a eleição dos Conselhos do MOSC, criação das Comissões Permanentes (Comissão de Candidatura e Nomeação e a Comissão de Formação de Acervos) e, ainda, a contratação via edital de uma museóloga para assessorar a construção do Plano Museológico, documento este finalizado e entregue no último dia 01 de junho passado. Atualmente prosseguem as atividades no formato virtual, sendo o tema principal a sustentabilidade do museu e a sua implantação física.

A diretoria do MOSC é constituída pelos seguintes cirurgiões-dentistas: Casimiro Manoel Martins Filho, presidente; Delmo Tavares, diretor administrativo; Saulo Silva Jabor, diretor de captação; Mauro Caldeira de Andrada, vice-presidente; Joeci de Oliveira, diretora financeira e Maury Maciel, diretor de planejamento.

Gostou desse conteúdo? Compartilhe com outros Colegas

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin