Notícias CROSC

Anvisa quer restringir venda de clareadores dentais

Produtos com concentração maior a 3% de peróxido de hidrogênio e a peróxido de carbamida só poderão ser vendidos com receita

Brasília – A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) vai restringir a venda e a propaganda de clareadores dentais. Proposta de resolução que vai a consulta pública a partir desta quarta-feira, 26, prevê que produtos que tenham uma concentração superior a 3% de peróxido de hidrogênio e a peróxido de carbamida passem a ser comercializados somente mediante a apresentação de receita. Peças publicitárias sobre produtos somente poderão ser apresentadas para prescritores, os dentistas.

Produtos que apresentam concentração inferior a 3% – a maior parte encontrada em farmácias – não estão sujeitos a essas regras. Pelo texto, a venda e a publicidade continuam liberadas.

A Anvisa decidiu discutir regras para a venda dos produtos depois de um pedido feito pelo Ministério Público e pelo Conselho Federal de Odontologia. O gerente geral de tecnologia de produtos da saúde da Anvisa, Joselito Pedrosa, afirmou haver relatos de abusos relacionados ao produto. “Ele não é inofensivo. Vários efeitos adversos foram relatados, de problemas na gengiva à perda dos dentes”, afirmou.

Produtos com concentração superior a 3% são vendidos geralmente em farmácias especializadas em produtos dentais e distribuidoras. “Mas muitos recorrem a esses estabelecimentos e compram os clareadores por conta própria.” O texto da resolução deverá ficar em consulta pública por 60 dias.

Gostou desse conteúdo? Compartilhe com outros Colegas

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin