Notícias CROSC

Após gestão do CRO-SC, odontologia no EaD será revista, afirma ministro da Educação

A deputada federal e cirurgiã-dentista Patrícia Ferraz manifestou-se dia 11 na Câmara sobre a portaria do MEC a qual permite que 40% das disciplinas importantes da odontologia sejam ministradas a distância.

Ela enfatizou, na sua fala, que é fundamental haver cuidado no EaD com os cursos da área da saúde. “Um dentista precisa de carga horária com parte prática. Como fazer anatomia ou procedimento se não tem a parte prática?”, questionou a deputada. O vídeo inclui manifestação do ministro da Educação, Abraham Weintraub, que antecipou estarem revendo a questão. Ele chega a dizer que “no passado foram autorizadas coisas que não fazem o menor sentido. Educação a distância para dentista, veterinário, médico, enfermeiro e engenheiro, não tem como. Estamos consertando as coisas”, afirmou o ministro.

A manifestação do ministro seguiu-se ao contato feito pelo secretário especial da Casa Civil, o catarinense Paulo Bauer, que recebeu na quarta-feira em Brasília o presidente do CFO Juliano do Vale, a presidente e o diretor secretário do CRO-SC, Sandra Silvestre e Orlando Campos para apresentar o assunto. Bauer, que alterou a agenda para receber os dirigentes do CRO-SC, contatou o ministro na hora, levando a ele a preocupação da classe odontológica e pedindo atenção ao tema.

Segundo Sandra Silvestre, Paulo Bauer, além de muito receptivo, entendeu de imediato a importância e urgência de alertar sobre a portaria assinada no último dia 6 de dezembro. “Ele telefonou ao ministro conosco ainda na sua sala, e a manifestação de Weintraub hoje na Câmara já foi consequência desse contato, que esclareceu a incoerência admitida pelo próprio ministro em seu pronunciamento”, explicou a presidente do CRO-SC.

Gostou desse conteúdo? Compartilhe com outros Colegas

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin