Notícias CROSC

CFO solicita ao MEC que reavalie a substituição de aulas presenciais por online, considerando a necessidade da prática clínica em Odontologia

O Conselho Federal de Odontologia (CFO) solicitou ao ministro da Educação, Abraham Bragança de Vasconcellos Weintraub, nessa sexta-feira, dia 27 de março, que reavalie a substituição de aulas presenciais por aulas online, dos cursos de Odontologia, elaboradas em virtude da necessidade de isolamento social para evitar o contágio da COVID-19. A decisão do MEC está prevista na Portaria Nº 343, de 17 de março de 2020.

Em específico, o curso de Odontologia possui grade curricular com predominância de conteúdos clínicos, cirúrgicos e laboratoriais, que exige capacidade prática na interação profissional-paciente. Do contrário, pode colocar em risco a qualidade da formação profissional de Cirurgiões-Dentistas, bem como a qualidade da assistência odontológica prestada à população.

Para o Presidente do CFO, Juliano do Vale, esse déficit no aprendizado pode comprometer, inclusive, a aptidão do acadêmico em Odontologia na atuação em equipe de forma interprofissional, interdisciplinar, transdisciplinar, proativa e resolutiva. “A Portaria do MEC precisa ser revista. Da maneira como está inviabiliza a boa formação na prática e na execução dos procedimentos odontológicos para prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças, bem como para reabilitação e manutenção da saúde bucal, compreendendo condições sistêmicas e a integralidade do indivíduo. E nós estamos à disposição para contribuir com o que for necessário nessa reconstrução”, destacou.

CLIQUE AQUI e confira a solicitação na íntegra.

Gostou desse conteúdo? Compartilhe com outros Colegas

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin