Notícias CROSC

Cirurgião-dentista, entre nessa luta com o CRO-SC

O CRO-SC receberá até 22 de fevereiro cópias de notas fiscais de compra de EPIs (luvas, luvas, máscaras cirúrgicas, máscara N95 e PFF2, jalecos de TNT, faceshield e propé) que comprovem os aumentos abusivos que os cirurgiões-dentistas vêm sofrendo nos últimos 12 meses. Toda esta documentação será entregue ao Procon para comprovar os reajustes que chegam, em alguns casos, a 600%.

No dia 9 de fevereiro a 29ª Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor da Capital do Ministério Público de Santa Catarina deu encaminhamento à denúncia feita pelo CRO-SC em 15 de janeiro solicitando apuração, investigação e outras medidas cabíveis contra as empresas fornecedoras dos equipamentos de proteção individual utilizados diariamente pelos cirurgiões-dentistas nos atendimentos odontológicos. À denúncia foram anexadas cópias de notas fiscais comprovando os aumentos abusivos.

A presidente do CRO-SC Sandra Regina Pereira Silvestre e a procuradora do Conselho Dulcianne Beckhauser Borchardt estiveram na sede do Procon Estadual, dia 11/02, em reunião com o diretor Tiago Silva, oportunidade em que entregaram cópias dos documentos relativos à denúncia ao Ministério Público e cópia das notas que integram o processo.

“É importante que os cirurgiões-dentistas contribuam para a comprovação desses abusos, que oneram e prejudicam os atendimentos odontológicos, especialmente em um momento que precisamos mais do que nunca de cada vez maior quantidades e novos modelos de EPIs”, afirma Sandra Silvestre, que solicita aos colegas enviem as cópias para o e-mail crosc@crosc.org.br .

Gostou desse conteúdo? Compartilhe com outros Colegas

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin