Notícias CROSC

CRO-SC participa do Comamas

A presidente do CRO-SC, Sandra Silvestre, participou dia 5 de março da primeira reunião do ano do Comitê Municipal de Aleitamento Materno e Alimentação Saudável de Florianópolis (Comamas), atendendo a convite para participação do Conselho junto ao grupo.

A presidente salientou a importância da equipe de atenção primária na prevenção e controle da doença cárie na primeira infância, sugerindo ao Comitê que um dos temas de educação permanente para 2020 seja seguir as orientações do recente manual da OMS, que está baseado em evidências atualizadas de revisões sistemáticas, especialmente em nutrição, incluindo amamentação e programas de agentes comunitários de saúde. O referido manual enfatiza que o aleitamento materno é fator protetor para cárie e que os açúcares inseridos nos alimentos são fator de risco para desenvolvimento das lesões de cárie, assim como para o desenvolvimento de outras doenças crônicas, como o diabetes e a obesidade.

O pdf com a íntegra da cartilha foi disponibilizado pela presidente do CRO-SC, que já ficou incumbida de fazer uma apresentação sobre o tema na reunião do mês de julho. “É muito importante a participação do Conselho em grupos como o Comamas, que atua em toda a Grande Florianópolis promovendo ações de proteção e apoio ao aleitamento materno”, explicou, lembrando que são muitos os temas relacionados à odontologia que podem ser trabalhados no Comitê.

Participaram da reunião, conduzida por integrante da Secretaria Municipal de Saúde, representantes da Rede Internacional em Defesa do Direito de Amamentar, Sociedade Catarinense de Pediatria, Sesc, Unimed, Clínica Santa Helena e policlínicas do sistema municipal de saúde e CRO-SC.

O Comamas foi criado em agosto de 2012 pela Secretaria Municipal de Saúde de Florianópolis para atuar de forma interdisciplinar e interinstitucional, com caráter consultivo e deliberativo, e tendo como função a divulgação e o apoio da formulação e implementação das políticas de aleitamento materno e alimentação complementar saudável no município e região. O Comitê tem como objetivo promover, proteger e apoiar o aleitamento materno até os dois anos de idade e o aleitamento materno exclusivo até os 6 (seis) primeiros meses de vida, conforme a política nacional de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno do Ministério da Saúde e a recomendação da Organização Mundial de Saúde – OMS.

Gostou desse conteúdo? Compartilhe com outros Colegas

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin