Notícias CROSC

Dia Nacional de Combate ao Câncer: como identificar os sinais do câncer bucal?

Neste 27 de novembro, Dia Nacional de Combate ao Câncer, o Sistema Conselhos de Odontologia reforça as orientações para identificar os sinais e sintomas do câncer bucal, como forma de prevenção da doença. O câncer da boca (também conhecido como câncer de lábio e cavidade oral) é um tumor maligno que afeta lábios, estruturas da boca, como gengivas, bochechas, céu da boca, língua (principalmente as bordas) e a região embaixo da língua.

A consulta com o Cirurgião-Dentista a cada seis meses é ideal para avaliação e prevenção da doença, considerando ser uma doença silenciosa e assintomática em estágio inicial. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), é preciso estar atendo a lesões (feridas) na cavidade oral ou nos lábios que não cicatrizam por mais de 15 dias, que podem apresentar sangramentos e estejam crescendo. Além disso, manchas/placas vermelhas ou esbranquiçadas na língua, gengivas, céu da boca ou bochechas também precisam ser observados. O olhar requer cuidado, inclusive, a nódulos (caroços) no pescoço e rouquidão persistente.

Em casos mais avançados, o câncer bucal pode provocar dificuldade de mastigação e de engolir, dificuldade na fala, sensação de que há algo preso na garganta e dificuldade para movimentar a língua. Mudanças na coloração ou aspecto da sua boca também representam sinais claros da doença, de acordo com dados do INCA. Infelizmente, a maioria dos casos é diagnosticada em estágios avançados, por isso a relevância da consulta regular ao Cirurgião-Dentista. O câncer de boca é mais comum em homens acima dos 40 anos, sendo o quarto tumor mais frequente no sexo masculino na região Sudeste.

Para o Presidente do CFO, Juliano do Vale, o desafio está justamente em identificá-la em estágio inicial da doença. “O Cirurgião-Dentista desempenha um papel indispensável nesse processo de prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer bucal. No caso de pacientes que já foram tratados, devem ter avaliação mais próxima, a cada três ou quatro meses, regularidade indicada também para pacientes que apresentam lesões suspeitas, por exemplo, Leucoplasias, que são lesões com potencial de materialização do câncer bucal”, alertou.

A Portaria do Ministério da Saúde GM nº 707, de dezembro de 1988, instituiu o Dia Nacional de Combate ao Câncer, em 27 de novembro, com a finalidade de mobilizar a população quanto aos aspectos educativos e sociais no controle do câncer.

Gostou desse conteúdo? Compartilhe com outros Colegas

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin